quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Relato sobre Síndrome do Pânico

O tema do blog não é esse, mas se cuidar engloba muita coisa, não? Vamos lá.

Depois de uma longa noite de insônia e de alguns dias tendo alguns sintomas, resolvi dar meu relato aqui, até porque me considero uma pessoa que já conhece a doença e que pode ajudar quem está na primeira crise (que, jesus, é terrível).

Tudo começou em 2005. Eu estava fazendo cursinho e passava por alguns conflitos familiares. O fato de ter de prestar uma prova no final do ano que decidiria minha vida e de querer mais que tudo ir morar em outro lugar desencadearam uma ansiedade monstra.

O primeiro sintoma de que eu me lembro aconteceu no cinema. Eu estava assistindo à Era do Gelo na primeira fileira. Claro, já não é nenhuma situação de extremo conforto, mas aquela posição e a demora pro final do filme começaram a me angustiar e... começou a fatídica falta de ar. A sala de cinema era escura e fechada (sério??) e eu comecei a ficar inquieta na cadeira, tentava respirar fundo e as pessoas ao redor começaram a perceber meu desconforto, foi bem chato. No momento, eu achei que pudesse ser alguma disfunção cardíaca (yey, achar isso faz parte dos sintomas), mas nem liguei, quem nunca teve uma falta de ar na vida?

Passados alguns dias, estava esperando uma aula começar na frente do cursinho com uns amigos e comecei a sentir náuseas. O coração acelerou. A falta de ar voltou. Pronto: eu estava tendo um ataque cardíaco (hoje eu acho essa situação meio engraçada.. aiuhaiuhaiuhaui). Eu falei que estava passando mal, mas juro, ninguém ligou. (bons amigos eu tinha nessa época..)Acabou passando quando eu desencanei de ficar pensando, mas eu já tinha na cabeça um diagnóstico completo: "Senhora, sua filha tem uma arritmia cardíaca grave e deverá morrer em breve."
Eu achava mesmo que eu ia morrer. Meus assuntos começaram a ser envoltos pela moça do capuz preto e eu já falava com as pessoas em tom de despedida.
- Até amanhã...
- Adeus..
- ?
- É que eu acho que vou morrer.
- Você é louca.

Aí entrou o outro fator óbvio: ou eu estava com sérios problemas cardíacos ou EU ESTAVA FICANDO LOUCA.Encanei que estava ficando louca. Claro, agora tudo fazia sentido, eu estava mesmo ficando louca.
Fiquei mais umas semanas podendo jurar que em breve eu estaria amarrada num blusão branco sem conseguir reconhecer meus pais.

Até que um belo dia, estava eu na casa de papis, e ele sugeriu que eu assistisse a um filme. Revirei os DVDs dele e achei "2001, uma odisséia no espaço" (ahhh, computador é um menino mau). De novo, fiquei um pouco aflita pelo fim do filme, mas nada comparado àquela cena terrível do cinema. Quando acabou, o computador matou todo mundo e tal (hahahhahah mentira.), eram umas 18h de um domingo. Não há momento pior na semana do que 18h de um domingo. O dia estava meio avermelhado de fim de tarde e eu tinha certeza daí que o apocalipse seria naquela noite. Talvez não o fim do mundo, mas o fim do meu mundo. Voltei pra casa.

Eu ia morrer. Minha mãe ia morrer. Meu pai ia morrer. Minha vó. Meus tios. Qualquer pessoa em quem eu pensasse. Eu tinha até me esquecido de que eu estava ficando louca. Eram meia noite e o sono não vinha. Eram 2h e o sono não vinha. Eu tinha aula no dia seguinte, meu corpo tá achando que pode ficar de firula comigo? Então de repente, não mais que de repente, eu fechava os olhos e via aqueles malditos macacos do filme (2001) e eles gritavam. Gritavam enlouquecidamente. Talvez os gritos que eu queria dar. Eu estava mesmo ficando louca.

Liguei pro meu pai pra saber se ele estava bem (e vivo!!). E fui deitar com a minha mãe pra esperar o telefone tocar com a notícia ruim (porque eu tinha certeza absoluta de que aquele era um sinal de Deus me dizendo: você é iluminada por mim e a partir de hoje terá o dom da premonição). Eu não dormi, minha mãe não dormiu porque eu não deixava ela dormir e foi o caos.

No dia seguinte, mamis não queria me deixar ir pra aula (e estava bem puta comigo por não tê-la deixado dormir), mas eu lembro bem do que respondi: "se eu não for pra aula, vou num psiquiatra.". Conseguimos consulta pra dois dias depois, e eu me entupi de Dramin nesses dias pra dormir, eu só queria dormir.

Quando contei toda minha história pra Dra. Mônica (ohn), ela falou que isso era conhecido como "X" (não lembro o nome científico.. algo como Síntrome de fulano) ou popularmente Síndrome do Pânico. Comecei a tomar Ansiolíticos, mas a sensação primeira era a de que eu tinha perdido todos meus sentidos, que eu não era ninguém, o remédio tinha me tirado de mim (oi, o objetivo era esse, não?). Fiquei meses tomando (e aqui a história vai ser mais resumida porque ninguém merece), mas depois de 8 meses os efeitos passaram e eu voltei a ficar mal. Troquei por um Antidepressivo e um outro bonitinho lá que eu não me lembro pra que servia (pra me curar, óbvio). Tomei por mais alguns longos anos, até que consegui me livrar.

Se me curei? Não. Se acredito na cura? Talvez.
No meu caso, sei bem por que a cura não veio. Sou sedentária, passo horas na frente do computador, sofro pra ter uma vida social (o que me faz pensar que há um tico de depressão no caso) e não tenho uma alimentação saudável.

Se vale a pena ficar esperando outra crise? Posso garantir que não. E garanto isso com o desespero de quem passou uma noite acordada. De quem há dias vem pensando "e se eu morrer amanhã?" (gente, é um pensamento comum, mas quando ele se torna obsessivo, não é mais tão comum).

Hoje eu já consigo me controlar. Muitas vezes liguei pra Dra. Mônica com medo e ela me respondia "você já sabe o que é, controle-se". É um pouco mais calmante saber o que é, é verdade, mas ainda é ruim. =(

O que fez bem pra mim além dos remédios: exercícios físicos, o cão e um hobby. Eu não tenho mais nenhum dos três, vivo pra faculdade e pro trabalho e gasto meu tempo livre na frente dessa merda, então mea culpa!!

Não sei se o relato ajuda alguém, mas me ajuda escrevê-lo e perceber o quão idiota estou sendo por negligenciar minha saúde, meu bem-estar, minha auto-estima e meus relacionamentos.
Projeto Verão 2010, estamos aí.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Telva me fez mais feliz.

Me segurei muito pra não comprar a Telva desse mês porque o brinde que vinha nem era tão envolvente, são lencinhos cheirosinhos pra bebê da Bvlgari... Eu não sou bebê, não sou mãe e uso outros artifícios pra ficar cheirosa...

Daí ontem o namorado me apareceu com ela em casa =D
Os lencinhos eu nem abri ainda.. tô com dó, mas já revirei a revista atrás das amostrinhas que sempre vêm (e que minha mãe adora porque 80% são sempre cremes pra 40+) e eis que veio um papelzinho perfumado com o cheiro de ninguém menos que: CHANEL No 5!!!!!!!!!!!!!!!

Não sei se porque ele saiu como "tema" em duas revistas esse mês ou porque é caro demais e fora do meu alcance, mas eu estava meio pensando nesse perfume todo dia.. como seria ele, já que a Marilyn Monroe usava pra dormir - com uma conotação sexy, of course...

Com isso fiquei muito feliz de ter uma amostra da Chanel.. e além de mito, é um perfume muito bom, quem sabe um dia não gasto rios de dinheiro e me dou ele? auihauihauihaiuhaiuahuia

S2

domingo, 2 de agosto de 2009

Os (meus) blushes da Bourjois

Já tem algum tempo que fico pensando em pautas pra postar aqui... Tenho sempre ideias, mas nunca as realizo. Dessa vez vai, vou mostrar 4 blushes da Bourjois que estão aqui em casa (só 3 são meus), até porque as meninas do orkut pediram pra eu mostrar.
Sou extremamente branca (ê repetição), e isso me deixava um tanto intimidada para usar blush, porque eu achava que deveria ser uma coisa quase invisível pra eu não parecer palhaça. Achei isso até eu ir fazer o Make Up Class da Bourjois. Na ocasião, perguntei ao Marcio (professor) se o blush Sienne era muito forte para mim (o 85 nas fotos), e ele disse que não, que usando com moderação, tudo é válido. Daí que se você é branquela, morena, mulata, verde, roxa, basta saber dosar e combinar o blush com a make.
As cores que eu quero mostrar pra vocês são:
- 35 - Lune D'Or
- 74 - Rose Ambré
- 33 - Lilas D'Or
- 85 - Sienne
Vou usar os números para me referir às cores porque assim fica mais fácil, ok?
O 35 é um rosa bem pálido com brilhos dourados. O 74 é um rosa antigo forte opaco. O 33 é na embalagem esse mesmo rosa antigo do 74, mas com brilhos dourados. E o 85 é um alaranjado, um terra claro, opaco também.

No site oficial da Bourjois é possível ver os blushes no rosto. Eu ia colocar as fotos aqui, mas sinceramente não consegui perceber diferença entre alguns deles no rosto da modelo, o que não resolve nada para a análise, vou colocar minhas fotas mesmo!!
Aqui, fechadinhos e abertinhos. O Lilas D'Or veio nessa paleta (que foi vendida no morangão em novembro do ano passado), o Sienne foi promoção do morango também e os outros dois vieram da Asos.





Na embalagem, me parece nítido que o Lilas D'Or (33) é fortão, que inclusive ele parece ser o Rose Ambré (74) com brilhos dourados. No dedo, essa impressão se mantém:

E parabéns pra mim que consegui deixar os números legíveis. Ironia. Na ordem: 35, 74, 33, 85. Na maioria das tabelas de cores o 33 é sim bem mais forte do que seus coleguinhas, mas vejam como fica cada um na pele:


Claro que eu forcei bastante pra aparecer alguma coisa, mas na pele o 33 perdeu muito de sua força, chegando a ficar parecido com o 35, o que explica a semelhança deles na pele da modelo no site oficial da Bourjois. Os brilhos não ficaram visíveis nessa foto porque não consegui achar o foco ideal, desculpem-me.
Se você tinha curiosidade pra conhecer um pouco das cores disponíveis da Bourjois, é isso. Ainda está viajando por aí o Rose Frisson, que pedi na Asos e não chegou, quando chegar, incluo ele na listinha de swatches. E fora esses, tem mais uma gama enorme de cores nos mostruários da marca. A durabilidade deles é ótima e as cores são necessárias!!


Escolha o seu e saia perua!

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Mary Kay by Prit

Gentem, minha amiguinha virtual (aiuhaihaiu) estava me devendo essa resenha há tempos, e mesmo ela tendo me mandado, eu demorei pra postar, mas vejam só:

"Como prometido, aqui estou eu enviando uma resenha para a Gab postar em seu blog. Sou a Prit (vulgo Priscila huahau), moro em Brasília e, recentemente (maio :x), eu convidei duas 22cas (Isla e Samantha) para participarem de uma sessão de cuidados da pele da Mary Kay, promovida pela Hellen (no final eu deixo e-mail dela caso as meninas de Brasília se interessem em participar de uma sessão dessas ou simplesmente não conhecerem alguma consultora na região).Vamos lá!

As meninas chegaram aqui em casa por volta das 3 da tarde e eu tinha acabado de fazer um super bolo de chocolate "Sol" cm cobertura d chocolate para servir minhas visitas qd terminasse tudo.. Ok. Começamos com a apresentação da marca e da consultora e tb nos apresentamos (eu ainda não conhecia a Hellen, só pela net). Então colocamos essa faixa não mto fashion e tiramos foto pro antes:




Depois fizemos uma super limpeza das mão antes de começarmos a limpeza do rosto. Usamos o kit mãos de seda que gente, é demaaais! Usamos os três produtos (limpar, esfoliar e hidratar). as mãos ficam uma seda mesmoo! O esfoliante deixou minha mão meio dormente hahaha
Antes ainda da limpeza do rosto, fizemos o teste da base líquida pra saber o tom de cada uma. (Base liquida cobertura média que é pra peles oleosas - todas as 3 sofremos do mesmo mal :~ ) a cobertura ficou otima, cobriu ate minha manchinha de espinha (no teste so apliquei em uma, mas tenho vaarias ) e tb as meninas tiraram o make dos olhos (rimel e lapis) com o demaquilante para área dos olhos, PERFEITO! Tirou o rímel delas rapidao! ihii
Agora a limpeza do rosto: usamos o creme de limpeza 3 em 1 da linha Time Wise (é um anti-idade, apesar de não precisarmos tanto disso, não prejudicou em nada e deixou bem firme a pele do rosto). Depois passamos um hidratante da linha Time Wise tb que era pra peles oleosas. Bem sequinho! Comprei ele.
Como eu tava com algumas espinhas na buxexa, não usei o Kit Microdermoabrasão no rosto todo, só no nariz testa e queixo. Deixa a pele suuper macia e bem clarinha! A Samantha usou e a pele dela ficou um pêssego.Depois fomos pra maquigem (ÊÊÊ): Primeiro foi a base líquida cobertura média (a que tinhamos feito o teste). Deixou minha pele bem uniforme, cobriu espinhas, os poros ficaram menos visiveis. Depois foi a base em pó, só um tikinho! pra dar um acabamento mesmo. (Deu um efeito bem bronzeado, coisa q adoooro)!
A Hellen tb ensinou a fazer um esfumado bem rápido e fácil. Usei a Amber Blaze (dourada). E Para finalizar usei a Ultimate Máscara (Mara!) e o lápis retratil Deep Brown.
Usei o Shy Blush com o pincel da MK (achei meio piniquento o pincel) e um gloss que não me lembro qual agora (achei os gloss bem normais, nd mto extraordinário não).Eis o resultado de todo o processo:



No final, a Hellen fez uma brincadeirinha rápida: quem escrevesse mais rápido os nomes de três amigas pra indicar essa sessão, ganhava um brinde. Adivinha quem foi mais rapida (!): Eu xD ! Mas como eu tinha faturado um brinde por ser anfitriã (uma paleta linderrrima com 4 cores de sombra - foto abaixo), eu deixei com a Isla, que foi a segunda mais rápida hihi. O brinde era um mini kit de esfoliante e hidratante corporal.



E, por fim, as coisinhas q eu comprei:
*Base Mineral em pó Beige 2;
*Pincel para a Base Mineral;
*Clarifying Mask (máscara ótima pra tirar oleosidade, deixa beeem sequinha, mas seca messsmo! tenho que passar o hidratante logo que eu enxaguo);
*Hidratante pras pequenas linhas de expressão e tb pra pele oleosa;*Shy Blush (meio pêssego, meio rosa bem discreto com brilhinhos - uso mais a noite mesmo);
*Pequeno aplicador de blush (uso qd quero o blush mais marcado), dpois esfumo com um outro mais fofinho..



E agora o e-mail da Hellen para minhas conterrâneas: hellenamarante@yahoo.com.br . Ela tem blog tb, onde ela fez um post sobre essa sessão: http://todamulhergosta.blogspot.com/Bjinho, meninas! Bjinho, Gab :** "


Valeu, Pri!!!!!!!!!!!!!!!
ps: Ela é de Brasília.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Blogger

É sério, o blogger tá me zuando, não consigo carregar fotos nem postar direito.

A culpa não é minha!

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Voltando...

Depois de semanas pensando se eu de fato quero ter um blog e se eu sei alguma coisa para escrever aqui, resolvi que sim, tenho opiniões hhahahahhahahaha

Até meu namorado cobrou postagens... e a Pri disse que vai enfim me mandar a resenha sobre os produtos Mary Kay... waiting for.

Juro que vou me animar!
=*

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Bourjois na Liberdade

Semana passada, vi no blogs das Twins que haveria um curso de make da Bourjois na Ludovicus, situada na Liberdade. Como quem já me conhece um pouquinho deve ter percebido, eu tenho loucura (ia escrever doença, mas achei meio over prum assunto tão colorido e feliz) pela Bourjois. Acho linda a ideia contida por trás de toda a criação e a forma como eles continuam promovendo a ideia da make pro teatro, o que faz com que ao usarmos nossa make do dia-a-dia, nos sintamos simplesmente divas.


Daí que eu estava no msn quando li sobre a aula, e corri pra chamar as amigueenha, mas todo mundo ou trabalha ou mora a 82km de São Paulo e acha impo$$ível se deslocar até aqui pra um curso de make lindo, porém pago. Mas lá estava a Má, que topou ir comigo não só no curso - que era no sábado, como também na Liberdade na sexta pra almoçar e ver bugigangas (aqui, podem incluir bugigangas de make e de make de perua). Então fomos nós na sexta passear na Libertè e ver onde ficava a Ludovicus (bizarro, né? eu teria por obrigação saber, já que aquele é o bairro das makes.. relevem). Na sexta, o que mais me chamou a atenção na rota da Sacolada (na qual eu nunca fui, mas sempre fiquei namorando os "depois" no VNF?) foram a Audrey e uma outra loja que (duh) não sei o nome, mas é grande e linda e não é a Ikesaki. Ai que sonho. Eu queria tudo o que vi, pincéis, cílios, aqueles docinhos bonitinhos feitos de toalha (isso tem um nome específico?), e acabei voltando pra casa com isso:


Um par de cílios para volume, um par dos mais normais, para alongar um pouco e avolumar (?) um pouco, e um extra-exagerado, para ver como fica. Ainda não testei nenhum.



E esta cola coreana sem marca (tinha marca no pacote que foi pro lixo) que a moça da Audrey me jurou que funciona e que ela usa. Como a DUO tava absurdos de cara pro meu bolso aquele dia, e como eu costumo usar a cola que já vem com os cílios (guarde seu pensamento de desprezo pra você hahahahaha), acho que essa é uma intermediária pedindo para ser testada. Tem em qualquer perfumaria lá da Liberdade pelo preço amigo de 10 reais.

Trouxe também um pincel Klass Vough pra aplicar sombra e um monte de tranqueira que nem vale citar.

Sei que voltamos lá no sábado para o curso. Acordei mais cedo, porque na sexta passei em frente à Bakery Itiriki e cismei que queria tomar café da manhã lá. Fui com o marido e esperei a Má lá (mala hahahahahhahaha). Quando ela chegou, eram umas 9h30, nos dirigimos para a Ludovicus (Rua Galvão Bueno, nº 61) e ficamos já pensando no que usaríamos nossos 50 reais. O curso custava 50 reais e estes eram revertidos em produtos da Bourjois ao final. Como eu já imaginava, 50 reais daria cerca de MEIO produto, mas enfim, pra sanar isso existe o Morangão chegando em casa.

Descemos para o subsolo da loja (a Liberdade é mesmo um bairro de subsolos) e lá estava a salinha de make; um tanto deteriorada, mas uma salinha de make, com cadeiras e espelhos com luzes de camarim. Ficamos lá viajando até aparecer ninguém menos que Márcio Grimaldi, o maquiador lindo que nos deu o curso. Ele já chegou pedindo desculpas porque o material para a aplicação da make que deveria ter sido entregue na sexta não estava lá, mas disse de antemão que iríamos nos divertir. Foi de fato o que aconteceu.

Ele abriu a maletinha dele com coisas da Bourjois em cima da mesa central e começou a diversão.

Ele explicou sobre higienização da pele e preparação. Aí duas meninas que estavam lá, estavam passando hidratante, e ele ficou super feliz por ver a cena, mas advertiu que o hidratante naquela ocasião já era desnecessário. Explico: as moçoilas já tinham passado protetor solar na pele, e com isso já a tinham deixado úmida, hidratadinha. O que iria reforçar a hidratação seria a base, e com o hidratante, o risco de a pele ficar exageradamente oleosa era maior.

Então começamos a aplicação de base. Ele escolheu o tom de cada uma e nos deu uma esponjinha para passarmos. Caso fôssemos escolher sozinhas, ele recomendou que testássemos em áreas do rosto ou próximas a ele, para ter a certeza do tom certo. Passamos até ficar o mais natural possível.

Depois viria o corretivo, mas ele ressaltou que ninguém que ali estava precisando de corretivo, pois a base já tinha resolvido os problemas mais "graves". Ninguém exceto uma. É, yo. Eu fui de propósito sem nada na cara, e posso estar criando um monstro, mas minhas olheiras são uóóó. Foi bom porque ele pôde demonstrar o uso do corretivo em mim hahahahahaha. Ele aplicou o corretivo líquido em pontinhos embaixo do olho e com o dedo ANELAR (e segundo ele não pode ser outro) deu batidinhas até ficar uniforme (e eu chorei muito nessa hora porque ele batia meio pesado e meu olho não aguentou).

Pele feita, vamos ao blush. Ele lembrou que ninguém perguntou do pó compacto, mas já avisou que ele não achava ser importante no inverno para o tipo de pele das mocinhas lá. A não ser que fôssemos a uma festa e que precisássemos que a make durasse horrores com nosso suor, o pó era dispensável. Caso fôssemos usar, ele recomendou que fosse apenas na zona T, nunca perto dos olhos e nunca onde iremos aplicar o blush, porque o blush vai fixar melhor se em contato direto com a base. Pó sobre pó não fixa bem. Idem para as sombras.

Ainda no blush, ele explicou que há 2 formas de ser aplicado, uma para parecer queimadinho de sol (que se aplica sorrindo, nas maçãs) e outra para afinar o rosto (que se aplica "chupando" as bochechas pra dentro, da ponta do osso das maçãs em direção aos lábios).

Fomos para as sombras. Ele distribuiu aqueles Petit Guide de Style Ombre à Paupieres & Contour Pré-Assortis (os livrinhos) e algumas sombras avulsas entre nós. Aproveitei a deixa e perguntei se era mito ou verdade que as sombras da Bourjois são feitas para serem aplicadas com o pincel úmido. Verdade! Exceto essas dos livrinhos, todas as outras são sim para uso com picel úmido. E o básico é: uma sombra mais clara em toda a pálpebra e uma mais escura só no cantinho, sempre de fora pra dentro pra você conseguir controlar até onde quer que a sombra vá, senão, segundo ele, fica meio Jade (será que ele quis dizer Jade mesmo ou Maya?).

Depois o lápis de olho: em toda a parte de cima, rente aos cílios e na parte de baixo, de duas formas - para as orientais, em toda a parte de baixo, para as ocidentais, só do canto externo para dentro até a metade.

O truque (que ele jura que levou 11 anos pra aprender) do delineador, é passar por cima de uma linha já feita com lápis. Todas que estavam lá quisemos tentar. É sim bem mais fácil, até eu consegui.

A sombra iluminadora perto da sobrancelha durante o dia ele falou que acha cafona, nem deu trela pra isso. E a máscara para cílios, ele recomendou que quanto mais, melhor. Ele disse ser contra o curvex porque enfraquece os cílios e acha que não é necessário mais cílio postiço hoje em dia porque as máscaras fazem de tudo (não sei se concordo não... mas o maquiador é ele, né.).

Terminamos com gloss, ninguém quis batom. Eu até queria, mas minha boca tava tão ressecada por causa do frio, que ia ficar uma m* bem feia. Fui de gloss mesmo.

Subimos de volta para o andar da loja, lindas e coloridas (é, ia esquecendo de comentar, o Márcio reforçou o tempo todo o que eu penso sobre a Burjoá: CORES!!!!!!!! BRILHOSS!!!! GLAMOURR!!!!! DRAG QUEEEEENN!!! E também ficava falando pra gente passar muuuuito produto e sem medo porque ele poderia ligar pra França e pedir novos a qualquer momento - invejei muito) e fomos escolher nossos produtinhos. A Má tava com uma make tão linda e tão colorida, que eu queria levar o olho dela embora comigo, mas me contentei só com o delineador azul com paetês que ela usava (se eu não tivesse o blush Lilás D'Or eu também tinha myjogado). É um azul fechado, com brilhinhos, e que, quando esfumado, deixa os brilhos mais e mais brilhantes (porque sem esfumar eles se misturam no azul; esfumando, eles ficam mais superficiais na pele); chama-se Liner Glitter Fizz, na cor Nuit étoilée. O Márcio me convenceu também a comprar um lápis Duochrome na cor Violet rosé que é uma coisa inexplicável, um rosa com reflexo violeta cromado (e que como diria a Má, fica lindo num olho pro dia, por incrível que pareça). Na pele:


Eu adoraria que desse pra ver os brilhos na foto, mas não faço milagres.


Ah, e quando estávamos lá no stand escolhendo coisas, o Márcio comentou sobre a criação do Gloss Bijou, achei demais. Antigamente, as atrizes de teatro, na falta de um batom ou gloss, mordiscavam os lábios para deixá-los corados para a apresentação. A cor do gloss foi inspirada nessas mordiscadas. Lindo, não?

E foi isso, voltei para casa feliz, maquiada e mais apaixonada pela Bourjois do que nunca. Eu sei que devia ter tirado fotos lá, mas afe, preciso de um tempo livre primeiro para aprender a mexer na minha câmera. Grata pela paciência.

ps: a Gêmea Má leu meu blog e me cobrou esse post. Morri. (Mas por via das dúvidas reforcei meu estoque de olhos gregos porque agora o povo deu pra ter inveja da minha pele. É que ninguém viu a da minha mãe ainda. ahhahahahhahahahaha)

terça-feira, 23 de junho de 2009

Dermage

Como vocês devem ter notado, de nada adiantou eu fazer uma programação, a faculdade NÃO permitiu de forma alguma que eu a seguisse. yey!
Atrasadíssima, óbvio, vou comentar sobre o encontro na Dermage semana passada. O encontro foi promovido pela Dermage em parceria com o Trendy Twins e foi muito legal.
Assim que cheguei lá, na Dermage do Jardins, aqui em Sampa, estava meio deslocada (é, agora dei pra ser tímida, pode?) e a Luciana (atendente suuuuuper fofa) já veio logo me mostrar tudo. Tirou a leve make que eu estava e tratou logo de passar protetor solar e de me remaquiar. O protetor é levíssimo e logo que o conheci, assim que secou na pele, eu já sabia que ia levar. Primeiro porque eu julgava ser importante usar o protetor e o meu da Natura cheira praia e tenho um pouco de nojinho dele, segundo porque minha pele ficou maciiiiiiiia com ele. Ambas as explicações eu tenho, ambas promovidas respectivamente pela Dermage e pela Bourjois. Mas vamos em ordem linear de tempo, néam? Ninguém é obrigado a ler coisas desordenadas.
Então, aí chegaram as meninas e começou uma aula sobre pele com a Giovana que é farmacêutica da Dermage. Foi uma palestra bem organizada e as meninas perguntaram bastante. Testamos os produtos na pele e fizemos comparações. O foco do encontro foi, como já ressaltou a Vivi, informação. Especialmente sobre como os ativos funcionam na pele, e especialmente em cada tipo de pele. O que de fato eu trouxe pra casa foi que cuidar da pele é essencial. Não, parece bobo o que eu estou falando, mas foi a forma como ela tratou esse órgão que me fez repensar algumas atitudes.
A Giovana nos fez lembrar que a pele é o maior órgão do corpo humano, e que é o que mais tem contato com a luz solar, com a poluição e com quaisquer outros atritos do meio externo. Tais interferências causam danos a este órgão, que é o maior, e talvez se houvesse tantos danos também para o coração, por exemplo (e há, viu..), nós cuidaríamos com mais afinco. Por que não cuidamos da pele como deveríamos? (Não digo as moças finas que leem blogs de beleza e se informam, mas a maioria da população...). Daí vimos fotos de envelhecimento precoce, o envelhecimento causado pelo excesso de sol, e também os fatores que mostram uma predisposição ao câncer de pele, como a pele clara (com olhos claros principalmente), dores depois de algum tempo exposta ao sol (não é ardência, veja bem, é dor mesmo) e pele com predisposição a manchinhas. Embora 80% dos fatores que causam de fato o câncer sejam externos ao corpo, é bom cuidar dos 20% que cabem à nossa genética, não? Mesclando com o curso da Bourjois que narrarei a seguir, a maquiagem forma sim uma barreira física contra a poluição e a luz solar, portanto, é mais uma forma que temos de proteger nosso corpitcho.
Vamos a uma foto pra dar uma ilustrada no que eu to dizendo:

Estávamos atentas e interessadas às 9h da manhã, por incrível que pareça.

É claro que vou dar ênfase aos produtos que me chamaram a atenção, mas vocês podem conferir outros relatos AQUI, AQUI, AQUI e AQUI.
Do que eu testei, acabei gostando também do Revitrat Ultra Shine, que é um fluido doador de brilho e de maciez, composto por uma combinação de silicones, foi caro mas tem feito milagres.

No final, ganhamos brindezinhos:

O kit na sacolinha contém: espelho de bolsa, lápis para olhos marrom com esfumador, batom de longa duração na cor Noa Noa, amostra da Loção de Controle de Oleosidade e amostra de Fluido para o corpo BodyUp.

E aqui eu com a sombra amarelinha que a Luciana passou em mim quando cheguei lá (não dá pra ver, mas já estava muito nas dobrinhas..) e o batom de longa duração, que realmente dura, mas a cor... não é um must have:



Eu IA contar da aula de make da Bourjois também, mas fica prum outro post, esse tá enorme já.

Beijocas

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Presentes + Curvex

Percebi ontem que não ia dar pra fazer um post à noite com fotos, simplesmente porque não há luz branca razoável na minha casa. Tem a do banheiro, mas ela é um exagero, é tipo aquele flash da propaganda do Listerine, saca? Daí tirei fotos dos presentes ontem, mas deixei pra postar só hoje porque achei bem tosco não mostrar NENHUMA foto com eles na caritcha.

São eles:

- Batom MAC - na cor Myth
-Batom MAC - colação Emanuel Ungaro - na cor Freckletone
- Lápis para olhos e lábios da Contém 1g - (não tem o nome da cor, mas é Bege)
- Potencializador de sombras d'O Boticário
- Glitter em pó da Contém 1g
Aproveitei que ia tirar fotos pro post de ontem e fiz tudo junto, a comparação dos curvex (Prada e Shu) e uma passadinha de leve dos produtos, não exatamente uma make hahahahaha. Vamos aos curvex:
Bom, reto reto não tá, mas acho que meus olhos são tortos assim mesmo e é SIM um maior que o outro. Ainda assim, o da foto da esquerda está com o Shu e o da foto da direita está com o Prada. Além do tamanho maior do cílio, a curvatura é mais suave com o Shu e ele não gruda os cílios (com rímel vai dar pra ver melhor). Achei o resultado com o Shu mais natural.
Aproveitei, passei rímel, o potencializador, uma sombra aleatória da Bourjois, bege clara, e fui testar o glitter. Gente. Odiei a embalagem desse glitter desgraçado. Tem aqueles furinhos pra ir depositando aos poucos na tampa e bom, eles NÃO funcionam. Foi bom ter derrubado quase tudo na palma na mão porque descobri que o pincel de vassourinha funciona mesmo. Graças a ele consegui colocar de volta no potinho o que caiu, mas ainda assim, o interessante seria que NÃO caísse, néam? Passei o glitter embaixo das sobrancelhas, iluminei o canto interno dos olhos com o lápis bege e usei o rímel Talons Alguilles da Bourjois na cor Bleu Manolo (sim, azul):
Reparem no canto externo dos olhos, o olho esquerdo tá bem mais empelotadinho. O rímel não é, já que passei o mesmo nos dois olhos, o que me levou a crer que o efeito foi causado pelo formato que o curvex deixou nos cílios.

E aqui, o salvador da pátria:É perfeito pra limpeza, não gruda um quêzinho nele, amei! Desde que o tinha comprado, nunca tinha usado para fins que necessitassem tanto dele.

Aqui, só para fins informativos, os presentes que faltaram, na pele:


Aqui achei conveniente deixar um pedaço da parede à mostra porque meu braço não é muito referência para a maioria das pessoas deste país tropical. O de cima é o Myth (que ficou super nude em mim) e o de baixo é o Freckletone (que ficou um tico alaranjado, mas ainda assim gostei muuuuuuuuito).

Well, that´s all. Agora vou lá na Liberdade dar uma volta e almoçar, chato, né?

Galera, se eu fosse um pouco mais assustada eu sentiria medo. De novo, na última linha, tocou o interfone e tinha encomenda. Vou postar toda hora pra ver se agora é praxe chegar encomenda quando tô no blog. hahahahhahahahha

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Minha falta de habilidade pra ser blogueira

Olá pessoas!

Vim só para tentar me organizar quanto aos posts aqui e para tentar me explicar para as meninas que estão esperando coisas minhas pelo correio.

Primeiro, estou tímida porque agora de fato este blog faz parte do universo virtual. Algumas das meninas que conheci ontem no encontrinho da Dermage já linkaram e bom... Sabe Deus quem é que vai ler agora. Isso é ótimo, claro, mas vale lembrar pela milésima vez que sou make-nível-1-atrapalhada-total e que me expor dessa forma é um tanto quanto constrangedor hahahahhaa Mas ok, quem se importa?

Além disso, vamos aos fatos. Cada dia me enrolo mais e devo mais posts que fico prometendo pelo orkut e pelo msn. Não, eu não me esqueci de nenhum deles, eu não me esqueci de que tenho coisas pra mandar pra Re e pra Pri. Mas também não posso me esquecer de que preciso decifrar Alberto Caeiro pra um trabalho que deve ser entregue HOJE e de que há um outro trabalho sobre Indianismo para o dia 22 (se o prof soubesse o quanto eu odeio literatura me passava com 5 só pra não ter que ler o trabalho que será abortado, porque esse sim é o termo correto). Além disso, tenho mais duas provas (que ao menos são de alguma matéria que eu gosto) semana que vem. Yes, isso é final de semestre (mesmo em greve). Por conta disso, aí vai a agenda da semana pra ninguém me achar uma louca esquecida:

18/06 (mais tarde, bem mais tarde): Post sobre meus presentes de aniversário (antes que completem um mês e que perca o sentido fazer um post sobre aniversário)

19/06: Post mostrando a diferença dos resultados dos curvex (isso tem plural, minha gente?) e na parte da tarde, pretendo arrumar os presentinhos da Re e da Pri em caixinhas ou envelopes com bolhas e deixar tudo certinho. Não, eles ainda não vão pro correio. haha

Final de semana: off

22/06: Agora sim, correio neles. E o post sobre o encontrinho na Dermage (vou ser a última, já que todas que foram já terão postado em seus respectivos blogs, o que é excelente pois vou copiar as fotos, não faço questão de ser original.)

23/06: Alguns comentários sobre as últimas compras: Eyeko, Morangão, Lancôme e farmácias (se chegar a da Asos também, mando ver)

Aí mais um tempo off porque a sessão de provas começa dia 25, so...

Seria muito legal se minha sócia participasse mais do blog, mas confesso que é bem complicado convencê-la. Por isso, suponho que dentro dessa agenda tenha ao menos um comentariozinho dela. Hunf.

Ps: tem uma foto minha no Pimenta Rosa, me senti o que há de chique. Comentem lá também!
E enquanto eu postava, toca o interfone e tcharãns:





Fica pruma próxima. Beijos

segunda-feira, 15 de junho de 2009

We will always have... Bourjois in Paris.


A Bourjois é uma marca de maquiagem francesa criada por Alexander Napoléon Bourjois em 1862. Como pode-se perceber pela data, esta é atualmente uma das mais antigas marcas de cosméticos e uma das mais conceituadas no segmento.

É tudo muito fofo e apaixonante, e além das embalagens em tamanho normal, esta é uma das típicas marcas que curtem uma miniatura. Há os produtos que podem ser encontrados sempre em lojas nacionais ou internacionais e há kits com um mini-cada-coisa que normalmente podem ser adquiridos a preços amigos em datas comemorativas pelo Morangão (nunca vi em outro site que entregue aqui no Brasil).

Aqui, as máscaras de cílios Mini Volume Glamour. Além dessas 4 cores "oi, estou com os olhos coloridos", existe também a preta. Mas posso afirmar com conhecimento de causa, não fica nada drag queen o cílio roxo, até porque o roxo (sim, colhegas, confirmado) realça a cor dos zóio. Podem ser encontradas em lojas nacionais (Sacks, Época etc, etc...) e o tamanho é razoável, são 5ml. O preço varia entre 20 e 35 reais.


Já aqui, os Brilhos Effet 3D Mobile. O formato já é mais conhecido por nós, compradoras de Natura e Avon, mas não se deixem enganar, a textura dessas fofurinhas é inigualável. Não há Natura nesse Brasil que vença a delicadeza e o efeito 3D de um gloss da Bourjois. Também encontrado nas lojas nacionais, por cerca de 25 ou 35 reais (ele já custou 14, cuidado com as lojas que supervalorizam o troço).


O senhor Bourjois inicialmente se inspirou em atrizes para criar uma linha de procutos para maquiagem cênica, e apesar de ter a proposta para palcos, desde sempre foi utilizada dentro e fora deles. Nesta fase, Bourjois criou o primeiro pó compacto, este inspirado em uma ópera de Puccini, encenada em 1893. Em seguida, surgiu o primeiro blush em pó, numa embalagem redondinha que é, ainda hoje, a embalagem símbolo da marca.







A proposta sempre foi introduzir produtos que instigassem a criatividade e ao mesmo tempo a sensualidade da mulher, as coleções vêm cheias de cores e as propagandas têm sempre um tom vintage-engraçadinho. Cores chamativas guiam as propostas quase sempre.











Depois de fazer com que ficássemos apaixonadinhas por tudo, ano passado a marca tentou fazer com que arrancássemos fios de cabelo com as unhas criando uma linha de sombras e blushes em embalagens vintage. As sombras, embora pouca gente saiba, foram feitas para serem aplicadas com o pincel úmido, por isso, se um dia você se decepcionar com alguma delas como aconteceu comigo, lembre-se de dar uma molhadinha no pincel hehehe. Os desenhos das embalagens são os mesmo desenhos utilizados em produtos da marca (não necessariamente sombras) há algumas décadas. Um exemplo? A sombra Noir Precieux traz na embalagem vintage uma arte criada para uma fragrância em 1911, que somente depois foi usada na linha de make. Ainda tem uma cor de blush e quatro cores de sombra à venda na Asos por cerca de 9 dólares. O frete para minha casa é sempre $6,66 (um sinal de que vou viver uma vida de cão sem dinheiro se pagar por esses produtos?) ou seja, se você tem surtos fashionistas e já está morrendo de amores pela marca, go, lady, go! Tem também na Época Cosméticos, mas o preço é desanimador.

Outras criações que me despertam desejos são o Gloss Bijou (entre 90 e 130 reais) e as Sombras Petit Guide de Style Ombre à Paupieres & Contour Pré-Assortis (dependendo de onde você compra, o preço varia de 20 a 120 reais). O gloss é um colarzinho com um brilho de cor divina (já experimentei na Onofre), um pêssego com brilhinhos douradinhos, uma vibe Orgasm (blush da NARS). Já os livrinhos vêm com duas sombras e sugestões de uso.


Nossa marca francesinha é parente íntima de Chanel, sendo fabricada muitas vezes pelo grupo Bourjois-Chanel (digo muitas vezes porque não ha isso escrito em nenhum dos produtos que eu tenho).

Aqui, um vídeo bonitinho de propaganda de desodorante. Ela vai listando os dias da semana e mostrando os desodorantes. O corte não é bem feito, achei no youtube, mas dá pra ter uma noção da fofurinha. Se você não entende nada de francês (ou pior, se você sozinha não conseguiria descobrir que língua é essa hahahahahahha), não faz mal, é bonitinho do mesmo jeito.
http://www.youtube.com/watch?v=AVOi2KT6MyI
Lá no Youtube tem outros vídeos graciosos, caso queiram.

Se rolou um interesse, recomendo sempre dar uma olhadinha na parte da Bourjois do Strawberrynet porque os preços costumam ser acessíveis, eu diria que 80% do que eu tenho da Bourjois vem de lá.
É isso, espero que eu tenha compartilhado para a cultura (in)útil de suas vidas, e aproveito para reiterar que hoje em dia, essa marca está no top 5 das minhas preferidas.

terça-feira, 9 de junho de 2009

A confusão

A semana mal começou e já teve confusão na universidade. Ser aluno da USP é assim msm, cheio de emoções. Não se deixem iludir pelos jornais, só quem estuda lá sabe o que rola de verdade ( e nao estou defedendo os grevistas ok?Na verdade, nao defendo ninguem, somente minha formatura que cada vez fica mais distante Hare Baba!)
Enfim hoje me inspirei pra postar aqui porque hoje foi o dia que eu fui na perfumaria e fiz a festa.
Na verdade, de make só comprei um blush em creme que ainda não usei, mas acho que vai ser mara- depois coloco o resultado aqui.
O que me levou ã falência hoje foi o cabelo.
Sim, pq eu decidi virar ruiva há alguns meses e ser ruiva de famácia é realmente muito caro.

Eu estou usando a tinta Majicontrast professional fabricada pela L'oreal. Essa tinta [e mto boa, não mancha a pele, não é mto liquida e rende que é uma beleza- ainda mais pra mim que tenho cabelão. Acabei tb por comprar um xampu (adoro escrever desse jeito =P) sem sal que a moça disse que evita que a tinta desbote tanto (pq sim, desbota que é uma beleza). Não lembro a marca agora, mas se for mto mara eu comento e posto aqui =)

Eu juro =)

Freedom

Venho por meio deste (hahahahahha) informar que a faculdade está em greve e que pedi licença do trabalho. Agora vou parar de gastar e vou ter tempo pra USAR tudo isso que eu comprei.
Além disso, algumas pautas para discutir no blog:

- Minha mãe me pediu para comprar um "pó de arroz" para ela. Ainda estou com dificuldades pra descobrir se isso é apenas um pó compacto normal ou se é aqueles que deixavam a cara das avós brancas, alguém sabe? Por que diabos minha mãe iria querer ficar com a cara branca?

- Hoje vou testar uma designer de sobrancelhas indicadas pelas meninas do Vende na Farmácia (link aí do lado), porque estou há 3 meses deixando a taturana crescer por conta duma "olhadinha" errada da moçoila com quem eu tirava. Olhômetro não, que venha o paquímetro!




Prazer, régua, mais conhecida como Paquímetro.

- Daqui a pouco vou buscar meu perfume que foi taxado pela Receita Federal (que eu só não desmoralizo aqui porque todo mês me sorteia na Nota Fiscal Paulista. yey!)

- Me arranjei uma base líquida porque em breve chegam meus breguétes da Eyeko e já li pela blogosfera que é mais interessante misturar o Eyeko Cream com base.

- Para quem não sabe, voltei do Boticário no dia do post passado com alergia, provavelmente ao removedor ou ao pincel nojento que a mocinha usou em mim. Não desisti de experimentar make só porque o Boticário cultiva basctérias, e ontem passei milhões de bases na cara pra achar minha cor, o que não foi fácil, fui atendida somente pela Payot, o resto julga que não existe alguém da minha cor no mundo. Ou que essa pessoa é albina e não usa make.

- Vou passar alguns dias fora de casa, rezem para que meus Betas não morram, porque a última vez que um morreu eu quase fui junto. Pobre peixinho.

É isso. Em breve mais notícias de última hora.

sábado, 6 de junho de 2009

Um dia para me esquecer dos problemas...

Eu tenho um amigo que diz que quando estou de mau humor fico uma pessoa muito mais interessante. Se isso for verdade, esse post tende a ser o mais interessante do blog.


Na verdade, dificilmente eu fico de mau humor, o que acontece é que meu humor de divertido, passa pra negro. Minha intolerância cresce e eu tenho pensamentos maldosos (que costumam divertir os outros).


Pois então...Hoje acordei com o Pipo em cima de mim, de madrugada (11h da manhã) falando "Não existe gente feia, existe gente sem maquiagem"... "Vc leu meu blog?" "Li, aprendi a comparar 2 curvex...". Fiquei pensando "tá, e pra que serve isso?", mas enfim. Acordei. Hoje era dia de visita da sogra e de festa junina na escola em que ele trabalha. Infelizmente, eu estou muito ocupada com o Darwin (pra quem conhece meu trabalho, isso é muito claro) e não tive muito tempo pra curtir a sogra e as garrafas de Absolut que vi o chefe do Pipo comprando.


Eu TINHA que afogar minhas mágoas de alguma forma.Fomos almoçar no shopping e a sogra queria ir comprar o shampoo de chocolate da Mahogany que eu apresentei pra ela, porque de fato, quem usa uma vez nunca mais larga (a não ser que vc fique pobre como eu e tenha que se contentar com o Seda de chocolate que bom... né.. não é um Mahogany). Eu, boa menina que sou, não queria explorar minha sogrinha, e quando ela perguntou se eu ainda tinha o shampoo fiz cara de quem tem um pote cheio ainda no banheiro (doce sonho). Sei que fuçando a loja, cheirando tudo que tinha cara de ter cheiro bom (?), achei a emulsão perfumada de jabuticaba. Gente, ela é divina. Sogrinha, boa que é, comprou uma pra ela e me deu uma. É docinha, cheirinho de jabuticaba e vai durar uma vida toda, porque olhem bem o tamanho do pote. Custou 29 reais na loja da Mahogany, mas provavelmente na Libertè (nome chique pra Liberdade) dê pra encontrar pela metade do preço.

Sacolinha chique.


Adesivo bem brega!!!!!!!!!!!

Caixa.







Emulsão.

Depois fui à farmácia comprar removedor de esmaltes (porque sério, a acetona tá destruindo minha unha) e aproveitei pra comprar um sabonete líquido da Lux, dessa linha nova. Esse é o "Brilhe" e tá escrito nele "para uma pele invejável" (hahahahhahahaha). Achei ele meio com cheirinho de fruta doce... torta de fruta assim. Mas leve, bem leve. E tem brilhinhos. Ainda não sei se ficam na pele, mas se ficarem, guardo pro carnaval. (Não né gente, ninguém faria um sabonete que deixa glitter na pele, que brega)


Aí, passadinha rápida e básica pra comprar adesivos pro meu capacete (pra quem não lembra, eu não ganhei o maledeto pen drive de coração porque ia ganhar um capacete, é, ganhei mesmo, mas ele é todo preto, então precisava de algo pra dar minha cara pra ele):


Me despedi dos meus amores e segui rumo ao Darwin.. digo... à minha casa. Eis que no caminho tinha um Boticário. Tinha um Boticário no meio do caminho. Lembrei-me do pen-drive de coração sonho de consumo. Aí entrei pro mundo da perdição.

Logo que cheguei, dei de cara com a vendedora que SEMPRE me atende quando eu vou lá. E olha que TODA vez que eu vou, faço questão de fazer uma make completa porque acho divertido, então ela devia saber quem eu sou.

- Oiii, lembra de mim?
- Er.. não?
- Poxa, eu sempre venho aqui, vc me mostrou o delineador glow e o lápis jade, lembra?
- É... mais ou menos?
(Tô errada ou essa hora ela já devia ter dito "Claro que lembro de você, AMIGAAAAA"?)
- É... vim dar uma olhadinha nas coisas novas. Vocês ainda têm o pen-drive de coração?
- Temos sim.
- Você pode pegar pra eu ver?
(Tô errada de novo ou essa minha última pergunta nem precisaria ter sido feita se ela tivesse afim de vender?)




- Ai que lindoooooo, quanto é?
- 35,90, mas se você levar 99 reais em compras, você ganha esse "My Love" de 50 ml.





[Pausa para reflexão. Há 7 anos, eu fazia aniversário de 15. Eu tinha acabado de mudar de escola e tinha novos amigos que eu achava que eram o máximo e que a gente seria uma turminha de amigos bem-sucedida (com hífen?). Foi um dia maravilhoso na casa da minha avó com direito a mesa de pingue-pongue, batidinha leve com vodka, rede de vôlei, verdade ou desafio, surubinha leve no quarto (modo de dizer gente, foi só bagunça mesmo)... Uma festa que só foi esquecida com a de 17, em que tudo que tinha sido de leve aos 15 anos virou pesado. iauhaiuhaiuhaihau Enfim, tudo isso pra ilustrar que neste lindo 31 de maio de dois mil e qualquer coisa eu ganhei um estojo com dois perfumes do Boticário, o My Love e algum outro, e vinha com um bloquinho de anotações que tenho até hoje. Eu usei o My Love nos melhores momentos dos meus 15 anos, até porque eu não tinha perfume nenhum. E bom, nem preciso dizer tudo que eu senti quando vi aquele mini perfume-dos-meus-15-anos olhando pra mim. Obs: ele não é mais vendido pelo Boticário e o meu antigo (além do fato de que estaria vencido hoje) caiu no chão e quebrou.]

- O Mái Lóóóóóve, moça???
- É, você pode completar os 99 e levá-lo.
- Completar? Eu tô levando 35,90, pra 99 não é só "completar", né? É fazer de fato uma compra.
- Er...
- Tá, vou olhar maquiagem. O que tem de bom? Ainda tem o lápis jade?
- Não, acabou.
- E o azul?
- Não, acabou.
- E pincel de blush?
- Não temos.
(Mas que merda vocês têm então, moça?)
- Então vou experimentar blushes...
- Tá.
- Você pode fazer a gentileza de passar em mim?
(Again, se ela quisesse vender essa hora já estaria com o pincelzinho lindo de blush dela que só existe no mostruário entupido de produto e encostadinho na minha linda bochecha)
- Sentaí. Qual você quer?
- Todos. Hahahahhahaha. Da outra vez que vim aqui, você passou um alaranjado em mim que eu achei divino, qual será?
- Não tem nenhum alaranjado.
(Então você deve ter passado batom na minha cara de idiota e eu achei que era blush, né?)
- Tenta esse aqui.
Ela passou com um bom humor danado...


5 blushes experimentados depois...
- Gostei desse Golden Rose, sou branca demais pra ussar esse marrom escuro que vc está me sugerindo.
(Sim, ela tava sugerindo um blush cor de merd* pra mim, juro por Deus)





- Ahn.. é.
- Tá, mas ainda não dá 99 reais, vou dar uma volta pra ver o que acho... Ahn, o que é isso aqui?
- É o kit de maquiagem da Índia.
- Posso abrir? (Já abrindo.)
- Pode, vem o lápis de esfumar, a máscara e um gloss.
- Ahn...
- Posso fazer a make da ìndia em você? Você vai amar. O kit custa só 85 reais...
- Pode fazer sim. (Mas é óbvio que eu não vou pagar 85 reais por coisas que tenho em casa)


Juro que quando ela terminou, eu achei que ela tivesse usado o kit "Sítio do Pica Pau Amarelo" ao invés do "ìndia", porque ou eu era a Emília, ou eu era a Francine do Big Brother. Dei um ajeitadinha com o removedor e cheguei em casa assim: (um pouco menos terrível do que eu saí de lá, lembrando que a foto apazigua as cores da situação)


Mas a experiência serviu pra que eu me apaixonasse por 2 pincéis, o de marcar o côncavo, e o de esfumar, ambos 12 reais.


- Mas moça, esse pincel tá cheio de produto, tem um limpo pra eu ver?

- É, o limpo é só um pouco mais macio, mas você pode lavar o seu COM DETERGENTE.

(Eu tenho certeza de que ela foi no cantinho da loja e bateu a cabeça antes de me falar isso. Eu tenho dó até da louça que eu lavo com detergente, aquilo corrói a mão, magina que vou limpar meu pincel com detergente. Ela deve ter comido um pouco do blush cor de merd* antes de falar isso.)

- Não moça, eu lavo com sabão neutro mesmo.

- Hehe.

Por fim, completei um valor X pra eu conseguir parcelar em mil vezes no cartão com um sabonete de Açaí, que é delicioso, assim como todo o resto da linha. E voltei pra casa com meu My Love, um pouco de raiva da mocinha, um blush, 2 pincéis, o PEN DRIVE (que me fez entrar lá), um sabonete e 4 amostrinhas, 2 de protetor solar, 2 de hidratante de guaraná.







Sei que eu esqueci meus problemas com a Lixo (apelido interno para uma pessoa que me atormenta), esqueci o Darwin, esqueci o limite do cartão de crédito e provavelmente vou me alimentar o resto do mês de blush e vou beber My Love, porque o dinheiro acabou.

E não, eu não esqueci que tenho que fazer um post sobre meus presentes de aniversário (tô esperando os batons chegarem) e sobre o curvex.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Oi pessoal! Depois de muitos dias sem postar, eis eu aqui. Mas só vim porque chegou um dos pacotes que eu estava esperando hoje. Tirei fotos porque é o primeiro pacotinho que chega depois que fiz o blog. Mas não vou me alongar muito nos comentários porque não estou legal, o trabalho tem me matado e li na Gloss uma reportagem sobre síndrome de Bornout (é assim?) e agora posso jurar que estou doente. É... eu sempre fui assim aiuhaiuhaihau


Pacotinho fechado.... From EUA.

Plástico bolha por dentro do envelopinho...


Meu curvex tdb e um cartãozinho da loja...


Meu curvex na casinha dele...


Ele e o refil da borrachinha que veio...



A abertura dele...



Agora, as comparações entre ele e meu antigo, o Prada. O menorzinho é o Shu...



Reparem bem na curvatura e na abertura de cada um, isso fez diferença no zóio.



Finalmente, um breve vídeo que eu fiz comparando os dois. Detalhe que o amore me pergunta no vídeo "que p* é Rajastão", e eu, claro, respondo. Tava passando novela...





Esta foi só uma breve apresentação do meu novo filho. Passando essa semana desgraçada, eu mostro como ficou no olho...
Beijos e aguardem.. ihihihihi